Xenix – O Unix da Microsoft

111
Associar Unix a Microsoft é impensável, enquanto o interesse da Microsoft pelo Unix e suas variantes como o Linux é mínimo, houve uma época que não era bem assim.

250px-Ms_xenixEm 1979 a Microsoft fechou um acordo com a AT&T e licenciou o códigos fontes do Unix, no entanto a AT&T não licenciava o nome Unix, portanto a Microsoft deu o nome de Xenix à sua distribuição de Unix.
O Xenix não era comercializado para usuário final e sim para grandes integradores e fabricantes como Intel, Tandy, Altos e SCO que então portava às suas respectivas arquitetura de hardware e fornecia uma versão prórpia e finalizada do Xenix para usuário final e outros clientes.

A intenção da Microsoft era levar o Xenix ao mercado de computadores 16bits, o port inicial era para a série de processadores Zilog Z8000 e depois para a arquitetura Intel 8086/8088 (IBM PS/2, Tandy, etc.)

Elementos BSD foram incorporados à sétima edição e durante um tempo deteve a maior base Unix instalada, isso devido ao baixo custo dos processadores x86.

Em 1987 a SCO portou o Xenix para processadores 386 (32bits), o Xenix 2.3.1 suportava além dos processadores 386, interface SCSI e o protocolo TCP/IP e era o primeiro sistema operacional de 32bits para arquitetura 386 disponível no mercado.

Quando a Microsoft fez um acordo com a IBM para desenvolver o OS/2, ela perdeu interesse em promover o Xenix. Em 1987 a Microsoft resolveu transferir os direitos do Xenix para a SCO em troca de 25% das ações da SCO. Mais tarde a Microsoft também perderia interesse no OS/2, desenvolvendo então o Windows NT.

A Microsoft continuou usando o Xenix internamente e submetendo correções e patches para suportar varias funcionalidades. Dizem que usavam o Xenix em estações Sun e computadres VAX até 1992 e todo o sistema de correio eletronico era baseado no Xenix até 1996 quando a migração para o Exchange Server foi concluída.

A SCO lançou o SCO Unix, que foi baseado no Unix System V R3, ela tinha incluído uma série de melhorias em relação Xenix, mesmo o Xenix permanecendo no catálogo de produtos e serviços. A AT&T e Sun Microsystems colaboraram em fundir partes de Xenix, BSD, SunOS e System V no que se tornou o System V R4. Embora SCO Unix fosse baseado em System V R3, ele incluia maior parte dos recursos avançados do System V R4.

A última versão do Xenix foi Xenix 2.3.4. Na época, a Microsoft tinha pouco ou nada a ver com o lançamento ou desenvolvimento.

XenixBoot

Image-Sco_logo_bigA Santa Cruz Operation (SCO) passou por várias transições de organização da empresa e re-estruturação. O grupo SCO são agora propriedade da UnXis. Um sistema derivado do Xenix e do SCO Unix, chamado SCO Openserver, pode ser considerado o que teria sido do Xenix se seu desenvolvimento tivesse continuado. A última versão do OpenServer 6.0 ainda mantém compatibilidade com softwares desenvolvidos para Xenix em processadores 286 em diante.

Nota: Apesar da Microsoft não ter hoje um sistema Unix ou Linux, ela contribui ativamente para o Kernel do Linux e outros projetos. Eles também reformularam sua iniciativa código aberto e há sinais que a Micrcosoft está começando a aceitar que software livre e aberto é uma alternativa real e viável ao software proprietário, o que nos deixa esperança de melhor compatibilidade e interoperabilidade entre sistemas abertos e fechados.

Tiago Almeida, é um "Retrogamer" geek da era 8-bits, fanático por Computadores, Games, Heavy Metal, Unix, RPG, Futebol Americano e Automobilismo. Sente saudades dos anos 80/90 e não vê tanta graças nas modas atuais.

Marcado com: , , , , , , , , ,
Publicado em Retro Computing, Sistemas Operacionais

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: